Dev 3: A Produção de Savoss e o que ele se tornou

Olá pessoas cremosas,

Hoje é dia de dividir mais algumas coisas sobre o cenário!

Na última vez que falamos sobre ele, contei que está sob avaliação, então por hora só podemos contar mais sobre como ele foi desenvolvido (desculpe!).

Acho que o ponto mais importante sobre o desenvolvimento de Savoss é o fato de ele ter começado pequeno. A intenção não começou megalomaníaca (embora tenha escalado para essas proporções), mas sim pautada muito na experiência dos jogadores ao meu redor. Depois é que, com um papo sério, decidimos dar robustez para a coisa toda.

Conforme o projeto foi crescendo, ferramentas para se organizar foram necessárias, e é sobre uma delas que falaremos.

Escrever um livro de RPG envolve um mundaréu de coisas e… Se ver frente a TUDO o que tem que ser feito é bastante intimidador e paralisante. A melhor coisa a se fazer é descer os olhos para o papel e começar e terminar uma coisa de cada vez. Para me ajudar nessa jornada eu usei o Trello.

Savoss no Trello

Yep, ele me ajudou para caramba. O lance para lidar com um volume grande de tarefas é tirá-las todas da sua cabeça e devolvê-las uma por vez para completa-lãs uma a uma. Desse modo, você não buga pensando no volume esmagador de coisas pela frente.

Foi assim com Savoss:

  • todas as leituras que tinha que terminar,
  • capítulos individuais,
  • conceitos das raças,
  • tabela de equipamentos,
  • tabela de tesouros,
  • lista de regras para estudar,
  • criação de criaturas.

E aí você separa as atividades em atividades menores ainda:

  • monstro a monstro,
  • cada peça de equipamento por fazer,
  • vantagens raciais,
  • cultura de cada raça,
  • regra de ataque localizado,
  • regra de metalquimia.

Só assim é possível quantificar o que tem que fazer e realmente sentir o avanço conforme você vai, lentamente, cumprindo as etapas uma a uma.

No Trello, quando você clica em uma tarefa apontando que a completou, uma barra atualiza indicando quantos % da tarefa você já fez e quanto ainda falta. Ver isso foi muito importante. E quanto mais fragmentados estavam os deveres, melhor, porque assim era possível sentir o avanço, mesmo que 1~3% de por dia.

Trello ajudou a organizar e a experimentar um avanço tangível diariamente.

Você pode visitar o Trello de Produções RPGísticas, e consequentemente o que andamos fazendo sobre Savoss aqui. Sim, é público, qualquer um pode acompanhar. =)

O Que Era e o Que É Savoss

A segunda meta desse artigo é apresentar ao menos o que você deve esperar do cenário para decidir se ele cabe na sua mesa.

Aprendi que seja o que for que você esteja oferecendo, se você não conseguir resumir em uma única frase, está fazendo errado. Portanto, o que é o cenário Savoss de RPG?

É a batalha diária contra um mundo selvagem que quer te devorar.

Nem sempre ele foi assim. Ele começou como um mundo básico fantástico, mas com armas energéticas e alguma parafernália steampunk. A primeira aventura envolvia um grupo de insatisfeitos que queria restaurar a monarquia em Dométria, uma das atuais 9 nações existentes.

Fomos de conceitos bem básicos até uns bastante alienígenas. Muitas referências foram incorporadas e outras descartadas, de fontes bastante diversas: filmes, livros, outros cenários de RPG, animes, artes conceituais, jogos de vídeo game e mais (acho).

Hoje, ao começar uma campanha no cenário, fará parte de um grupo (os agentes) que vai lá fora (no Selvagem) fazer as tarefas que todo o resto se borra de medo de fazer. Você não foi feito para sobreviver nesse mundo, mas você quer viver e precisa dele para isso.

É como se você fosse um rato que só vivesse de queijo e a cada refeição precisasse visitar a ratoeira.

Os conceitos básicos da “Fantasia Medieval” ainda estão aqui, embora com nova roupagem e limitações. Você poderá ser um mercenário, o típico herói ágil, o líder nato, o piloto genial, o devoto, o usuário de poderes que assustam todo mundo e o que mais conseguir imaginar.

Mas só para deixar claro, Savoss não se mete com classes de personagem como o DnD. Nops, mas nós sabemos que os jogadores sempre procuram uma referência, então temos sugestões sim.

Outro elemento bacana de Savoss é que o cenário dá ao narrador a liberdade para extrapolar e criar o monstro que lhe vier na cabeça (seu narrador tem cabeça doentia assassina? Cuidado). As criaturas lá fora podem variar entre um Rinoceronte Carnívoro que levanta suas refeições como mortos-vivos a seu serviço aos poderosos Bahamutes multielementais.

https://br.pinterest.com/pin/454019206165198766/

Sim, nós temos Bahamutes, mas isso (e os outros monstros )ficarão para outra ocasião.

E se você quer jogar no cenário, não se desespere. A liberdade oferecida para o narrador certamente vai permitir que você viva histórias incríveis. A maioria das nossas histórias de teste envolvem jogar os agentes contra criaturas jamais vistas em uma mesa de iniciantes.

Monstros gargantuanos, cuspidores de fogo, saltos de penhasco, explosões alucinantes e muito tiroteio e perseguição antes de ganhar seu primeiro ponto de experiência. Queríamos que os jogadores pudessem pular logo de cara para a ação de verdade e acho que conseguimos.

Grande parte disso, graças ao veículo do agente (que você acha no “AMA” abaixo).

O Selvagem é realmente perigoso.

Para lidar com ele, existem armas, armaduras, explosivos, veículos e outros acessórios técnicos para que ao menos metade do seu grupo de agentes volte com vida.

As opções de equipamentos não funcionam exatamente como uma escada que você avança e vai ficando cada vez mais forte. Está mais para uma seleção de itens que pode te auxiliar ou te prejudicar dependendo das suas escolhas e dos desafios que vem a frente. É preciso se preparar com cuidado.

A metalquimia e a essência mágica dos estilhaceiros também podem ajudá-lo em suas incursões lá fora, especialmente quando você sabe o que irá enfrentar. Um golpe do elemento correto pode dar uma guinada nos resultados e aumentar sua expectativa de vida de 2 segundos de vida para velhice com netos.

Prepare-se agente, porque o Selvagem ficou 500 anos se preparando para você.

Por hoje é só.


Nos próximos capítulos sobre Savoss Dev, vamos passar pelas raças e pela regra mais difícil de criar — a metalquimia!

Se quiser saber mais sobre Savoss, experimente visitar as outras postagens sobre o cenário.

Aliás, se tiver alguma pergunta é só mandar nos comentários. A gente vai responder na maior naturalidade, escondendo as lágrimas de  exorbitante felicidade por encontrar alguém interessado.

 

Até!

2 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *